domingo, 4 de setembro de 2011

Crítica de Filme: Quero Matar o Meu Chefe


Crítica de Quero Matar o Meu Chefe feita por Silvano Vianna

Assim que soube da produção deste longa tive boas expectativas, o elenco que se formava e os trailers mostravam uma comédia, ácida, desconstraida e politicamente incorreta. O longa entrou em uma categoria que foi "descoberta" pelo mundo com o grande sucesso de Se Beber Não Case, uma comédia para o público acima dos 21 que rendeu alguns milhões.

Crítica de Filme: O Planeta dos Macacos - A Origem. (The Rise of The Planet of The Apes, EUA, 2011)

O Planeta dos Macacos é um dos maiores clássicos da ficção cientificas de todos os tempos. Tem várias seqüências icônicas e um dos melhores finais de um filme no cinema. Diante de tanta adoração, é claro houve várias seqüências que nunca chegaram aos pés do original com Charlton Heston. Até o diretor Tim Burton tentou se arriscar a fazer um revisão em 2001 do clássico com seu estilo gótico tendo o ator Mark Wahlberg no papel principal , mas não teve o mesmo impacto apesar de ser visualmente interessante. Agora, dez anos mais tarde, chega Planeta dos Macacos - A Origem que conta como se deu a revolta de Caesar, o "macaco" que iniciou a nova fase de sua espécie ao liderar seus similares a conquistar a liberdade.

Crítica de Seriados: Covert Affairs Primeira Temporada

Piper Perabo é una atriz que se "revelou" no filme Coyote Ugly alguns anos atrás. De lá para cá nunca mais ficou em evidência, o que mudou no ano passado com nesta simpática série chamada Covert Affairs.

Perabo interpreta uma jovem agente da CIA, acabada de sair da Academia, e já sendo levada a missões em campo. Annie Walker (Perabo) é bonita, ágil, fala seis línguas, ou seja tem talento de sobra para as missões que lhe são oferecidas. Para manter o interesse a longo prazo, existe um suspense ao redor de um grande amor da moça, que ao que tudo indica é também um agente e certamente está envolvido da escolha de Walker para trabalhar no setor da CIA em que ela está atualmente, pois os seus superiores acham que podem achar o indivíduo através dela.